22 - A conclusão sem fim | Tudo Começou Em Dezembro

11/08/2014 05:24:00 PM


Se passaram três dias. Maria Laura havia sumido e por um momento pensei que estivesse feliz, mas sabia que algo iria acontecer. O mundo a minha volta girava, Mayara fazia muito barulho fazendo aquela voz irritante para conversar com Clarice. 
- Amor, vamos sair um pouco? - Disse Arthur.
- Tem certeza?
- Tenho! Precisamos de um tempo só pra nós.
- E Clarice?
- Mayara cuida dela.
- Ai, não sei. Mayara acha que está brincando de boneca.
- Vamos amor. Precisamos disso!
- Tá bom, Arthur! Vamos.
Fui para meu quarto me arrumar. Vesti um vestido floral com um decote cheio de rendas e calcei uma sapatilha. Soltei o cabelo, passei meu perfume de baunilha e fui.
- Você está linda, amor!
- Obrigada! Para onde vamos?
- É uma surpresa!
- Aiai, então vamos.
Saímos e entramos no táxi que ele havia chamado. Arthur estava com um cheiro de perfume, sabonete e suor, o que indicava que ele estava nervoso. Eu conhecia o cheiro dele tão bem quanto conhecia o meu.
Chegamos a um parque que eu nunca tinha visto. Era algo lindo, folhas e flores por todos os lados. O cheiro da primavera me causava um certo bem estar que até me fez esquecer de todos os problemas da minha vida.
Depois de passar a tarde toda naquele mundo que não era o meu, voltamos para casa. 
Ao chegar perto da porta pude ouvir uma manifestação diferente e ao entrar dei de cara com Maria Laura sentada no sofá com Clarice no colo e Mayara no outro olhando com cara de choque.
- O que está acontecendo aqui? - Eu gritei.
- Calma, não vim fazer mal a ninguém, só vim falar com vocês.
- Então fale logo! - Disse com raiva e tomei Clarice do colo dela.
- Bom, primeiro eu quero pedir desculpa por tudo o que fiz. Eu não estava consciente de mim. Eu não amava o Arthur. Não sei o que aconteceu comigo.
"Eu vim falar que vou voltar para os Estados Unidos, estou grávida do Joseph, aquele da nossa sala, e ele não quis assumir o filho, portanto vou embora arrumar minha vida e cuidar do meu filho. espero que me desculpem."
Eu não acreditei em momento algum. Depois de tudo o que ela fez, ela aparece do nada e fala que vai embora? Muito estranho. Eu não sabia se iria perdoá-la. Eu poderia até perdoar, mas nunca iria apagar tudo o que ela fez na minha vida. 
Mesmo com tanto ódio eu não resisti ao sentimento de solidariedade e abracei Maria Laura. Eu estava em choque com o que acontecera com ela. Joseph não podia simplesmente não assumir o filho. 
Ela me soltou e se virou em direção à porta e quando estava prestes a sair Arthur disse:
- Maria Laura, o que você fez é imperdoável, mas não assumir um filho é mais ainda. Eu lhe prometo que ele irá assumir.
- Não vai! - Ela respondeu e saiu.
Eu não entendi o que ela quis dizer com "não vai'. Eu só sei que eu estava extremamente feliz por ter me livrado da angústia que ela deixava minha vida.
Mesmo com o papo de ir embora eu não estava confiante de que tudo aquilo iria acabar. Tudo o que ela fez comigo e com minha família era complexo demais para sumir de repente.
...
Se passaram um mês. Ficamos sabendo que Maria Laura já havia embarcado. Arthur já tentava contactar Joseph e não conseguia. Estar livre de Maria Laura me fazia bem. estávamos felizes.
Estava deitada pensando em como tudo iria mudar, quando ouvi o barulho da porta se abrindo. Era Arthur. 
- Oi amor.- Ele veio e deu um beijo na minha testa.
- Oi. - Eu disse.
- Amor consegui falar com a mãe de Joseph.
 - Sério? E ai?
- Ele está desaparecido. Última vez que foi visto ele estava com Maria Laura.
- Nossa! Será que ele fugiu?
- Será que ela fez alguma coisa né?
Ele se deitou do meu lado e suspirou. E foi ali que eu vi que nada havia acabado e sim estava só começando.
Acho que certas pessoas estão destinadas a sofrer e a ter problemas. Eu tinha Arthur e Clarice para me fazer sorrir, mas naquele momento eu consegui sentir como as pessoas que não tem ninguém se sentem. Mesmo que o mundo gire e você se mude o tempo todo, o coração estabelece coisas em seus sentimentos que não mudarão nunca. E se Maria Laura não sumisse, eu estaria pronta para enfrentá-la e isso é um dos bens que ela me proporcionou, a coragem. Eu mudei e amadureci com tudo o que aconteceu, mas a vida é isso: hoje você sonha de uma maneira e amanhã seu sonho está completamente modificado.


You Might Also Like

2 comentários

  1. Ah.. "eu não sabia se iria perdoá-la", quem nunca se sentiu assim, não?
    Bela história! E o fim me fez pensar bastante: "Eu mudei e amadureci com tudo o que aconteceu, mas a vida é isso: hoje você sonha de uma maneira e amanhã seu sonho está completamente modificado."
    Mudar, crescer, tudo melhora e caminha! :D Curti! ^^
    Beijo, Min - http://qualeoseuladob.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Yasmin ♥
      Fico extremamente feliz em saber que gostou :3
      obrigada mesmo

      Excluir

Hey hey meu amor ♥ Agradeço de coração sua visita! Sinta-se abraçado e com todo o amor do mundo. Deixe aqui sua opinião sobre essa postagem e sobre o blog! Ah, não esquece de deixar o link do seu blog pra depois eu dar uma passadinha lá. Beijão meu amor. Amo você infinito ♥